A Apresentação Coletiva do Programa de Recuperação de Nascentes marcou o início dos trabalhos do CIAAT (Centro de Informação e Assessoria Técnica) no Espírito Santo. O encontro aconteceu no dia 1º de junho, no centro comunitário da comunidade Santa Cruz, zona rural de Linhares e contou com a participação de cerca de 20 produtores rurais.

Desde abril, o CIAAT passou atuar em duas novas regiões além do Médio Rio Doce, na Bacia do Piranga, região de Ponte Nova, Minas Gerais e na bacia dos Pontões, Espirito Santo.

O trabalho acontece por meio de uma parceria com a Fundação Renova e o CIAAT é responsável pela mobilização social do Programa de Recuperação de Nascentes e Educação Ambiental.

No Espirito Santo, além de linhares, o CIAAT também atuará nos municípios de Colatina e Marilândia. As regiões contempladas com o programa são indicadas pelo CBH- DOCE (Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Doce).

Durante o mês de maio, os técnicos de campo estiveram envolvidos em arranjos institucionais viabilizando o começo das atividades. A Apresentação Coletiva é uma ferramenta de introdução do programa nas comunidades contempladas, onde são reunidos produtores rurais que possuem nascentes em suas propriedades e desejam recuperá-las.

Esse é o primeiro passo de um longo trabalho que será realizado nos próximos anos. Nessa etapa é apresentado todo o escopo do projeto, quais são os benefícios que cada propriedade irá receber e quais as responsabilidades que produtores devem assumir.

No fim da reunião, os produtores que possuem nascentes em suas propriedades e desejam recuperá-las, preencheram uma ficha cadastral para que os técnicos possam visitar as propriedades para fazer a validação das mesmas.

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
INSTAGRAM