Neste período de chuvas intensas, grande parte do país sofre com as enchentes que assolam as cidades. Na zona rural o cenário não é muito diferente, as fortes chuvas também causam prejuízos aos produtores rurais. Com o desmatamento e o manejo inadequado do solo, a terra perde a capacidade de absorção da chuva, a água arrasta o solo morro abaixo, assoreando córregos e rios, destruindo estradas e impedindo o escoamento da produção rural.

Para mudar este cenário, a técnica da caixa seca vem sendo empregada em áreas rurais para amenizar os efeitos das forte chuvas, assim como garantir água na propriedade em períodos de seca. Embora pareça contraditório, é realmente assim que elas funcionam.  

O que são?  

As caixas secas são reservatórios artificiais, tecnicamente dimensionados e construídos nas margens das estradas.  A técnica tem a capacidade de evitar erosão, assoreamento dos rios, enxurrada e a obstrução das estradas pela lama.  Além disso, a caixa seca aumenta a capacidade de absorção de água no solo, abastecendo o lençol freático para os períodos de seca.  

A implantação do projeto exige alguns cuidados, principalmente, na elaboração da dimensão das caixas. O cálculo no volume da escavação deve ser preciso, com a exata definição da quantidade de água da chuva que será captada em 24 horas, levando em consideração a largura e a declividade da estrada.  

A tecnologia já existe há algum tempo e começou ser testada pelo Incaper em 2008, no estado do Espirito Santo, no município de São Roque do Canaã. Foram construídas 530 caixas secas em 10 km de estrada.  

Resultados 

caixa seca período de chuva

O primeiro experimento brasileiro com as caixas secas redeu ótimos resultados. Após dois anos de monitoramento, foi constatado um aumento de 51% na vazão de uma nascente do Rio Santa Júlia, próximo ao local onde foram construídas. Além do mais, foi possível confirmar a infiltração de cerca de 100 milhões de litros d´água no lençol freático e a retenção de 5.600 m2 de sedimentos sólidos, que teriam parado nos córregos e rios.  

A experiência no Espirito Santo rendeu dois troféus ao Incaper do Prêmio Inoves, em 2009.  A caixa seca é uma tecnologia social acessível, que pode ser implantada em qualquer propriedade rural, com custo relativamente baixo. 

Mas é importante lembrar que o produtor rural deve possuir boas técnicas de manejo e conservação do solo, pois apenas a caixa seca não será suficiente para evitar os problemas causados pelo mau uso.   

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
INSTAGRAM