O termo “responsabilidade social” tem ganhado um grande destaque atualmente dentro das organizações. Embora seja comum escutar estas duas palavras, muita gente ainda tem dúvida do que, de fato, esse termo significa. Afinal, o que é responsabilidade social? 

Uma organização que pratica a responsabilidade social é aquela que age com ética e sensibilidade em relação a questões sociais, ambientais, econômicas e culturais no território onde ela está inserida. Para ajudar a você entender um pouco melhor esse conceito, vamos analisar a seguinte citação:  

“A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida.” João Bosco da Silva 

A organização que se esforça para agir com responsabilidade social transforma a sociedade à sua volta. Em prol do desenvolvimento econômico, muitas vezes, governos e corporações costumam ignorar os impactos sociais e ambientais que o desenvolvimento pode causar em uma comunidade. 

Voltando a citação de João Bosco, agir socialmente com responsabilidade é um compromisso com a vida. A vida deve vir sempre em primeiro lugar, e quando digo vida, digo no sentido amplo da palavra, a vida de tudo e de todos. Por isso, a responsabilidade social está diretamente ligada a preservação ambiental.  

Com o avanço acelerado da destruição ambiental causada pelo homem nas últimas décadas, o planeta está pedido socorro. É preciso pensar em um desenvolvimento sustentável, em harmonia com o meio ambiente e em diálogo constate com as pessoas que estão envolvidas, respeitando a cultura local e os costumes.  Esse modo de agir deve ser buscado constantemente pelas organizações e governos.  

Mas não pense que responsabilidade social deve ser apenas uma obrigação das instituições, na verdade, ela é uma ideologia que deve ser seguida por toda a sociedade, visando sempre o bem comum.  

Responsabilidade social individual 

A responsabilidade social como agente transformador

Muito se fala da responsabilidade social das organizações, mas a responsabilidade social individual também é tão importante quanto a primeira. Ela consiste em o indivíduo agir de maneira consciente do seu papel transformador no mundo, adotando uma postura proativa no sentido de influenciar e afetar as pessoas do seu meio social.  

Na verdade, ela é a raiz da responsabilidade social das organizações, afinal, uma organização é composta por indivíduos, portanto, é o comportamento desses indivíduos dentro da organização que determinará o seu papel transformador.  

Ser socialmente responsável é adotar uma postura diária, que se percebe nos menores atos do cotidiano. É preciso abraçar e incorporar a responsabilidade social em seu sistema de valor e crença pessoal para se tornar um agente transformador. 

Como praticar a responsabilidade social individual?  

A responsabilidade social individual pode começar com um simples ato de filantropia. Você pode criar um orçamento mensal para doações às instituições que trabalham com causas que você acredita. 

Você pode dedicar o seu tempo se voluntariando em projetos que trabalhem com causas sociais, como ONGs, movimentos sociais e etc. Consuma de forma consciente, não compre aquilo que não for usar. Não desperdice alimentos. Escolha marcas que são comprometidas com as causas ambientais e jamais compre de uma empresa que explore a mão de obra. 

Toda responsabilidade social, seja dentro das organizações ou individual, é um ato voluntário, é a forma como você age no anonimato, nos pequenos gestos. Ter responsabilidade social é agir com honestidade, ética, pensando no bem comum e no meio ambiente. Pode parecer clichê, mas são nos pequenos atos que transformamos o mundo.   

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
INSTAGRAM